Qual é o mais cafeinado?

Ao acordar, ninguém fica pensando como o café funciona para dar aquela energia inicial que faz você começar bem o dia, nem qual o jeito mais eficiente de ingerir esse líquido mágico que levanta seu astral. Você simplesmente sabe que o café vai te ajudar a superar sua manhã e o resto do seu dia.

A questão de hoje é: qual o método de preparo que extrai mais cafeína do café? A pergunta parece simples, mas a resposta não é tão fácil assim.

Ao contrário de refrigerantes e energéticos que possuem a quantidade exata de cafeína presente na bebida estampada nas embalagens, o mesmo não pode ser feito com o café com tanta precisão. Um simples cafezinho pode ter diferentes quantidades de cafeína dependendo de diversos fatores como a espécie do café, a receita do blend, nível de torra, método de preparo e outras possíveis variações.

Espresso

Muita gente acha que uma xícara de café espresso possui mais cafeína que um copo de café coado, e na maioria das vezes elas estão erradas.

Em média, uma dose de espresso (25-30mL) contém aproximadamente 64 mg de cafeína.

Coador

As variações de receitas de café de coador tornam a definição da quantidade de cafeína quase impossível, já que depende da quantidade de grãos e o tamanho do copo que vai ser usado para servir.

Um copo de 237 mL de café coado, normalmente tem cerca de 95 mg de cafeína. Segundo o banco de dados Caffeine Informer, um lugar com informações do conteúdo de cafeína de diversos alimentos comercializados, a quantidade de cafeína no mesmo recipiente está estimada em 163 mg.

Essa variação acontece por conta de todas as possíveis receitas de café coado que existem, sem contar o tipo de grão. O famoso Death Wish Coffee se gaba em proporcionar mais de 660 mg de cafeína em um copo de 355 mL, devido ao seu blend que contém Robusta.

Cold brew

O cold brew é outra história, enquanto o calor ajuda a extrair mais cafeína, o cold brew em geral é concentrado. Isso quer dizer que cada mL de cold brew vai ter mais cafeína que os outros dois métodos mencionados anteriormente. Porém, na hora de servir é preciso diluir o concentrado com água, leite ou outro ingrediente do seu gosto, isso ajuda a nivelar a quantidade de cafeína por mL em uma dose mais saudável.

Mesmo assim, ainda existem marcas vendidas prontas para o consumo que costumam ter uma quantidade de cafeína maior que um café de coador padrão, com 279 mg em uma garrafa de 311 mL. Outras marcas que chegam a ser vendidas em garrafas maiores de quase 1 litro de cold brew concentrado, chegam a apresentar 2160 mg de cafeína, e ao serem diluídas em uma porção de 296 mL, apresentam 270 mg de cafeína na bebida final.

O veredito

Considerando todas essas variações de cada método de preparo, é difícil chegar a uma resposta exata. Se levamos em consideração a concentração de cafeína em uma xícara de de 30 mL, o café espresso é o vencedor por apresentar uma maior concentração de cafeína por mililitro (sem contar a versão concentrada de cold brew que será diluída antes do consumo).

Levando em consideração que o café coado e o cold brew são servidos em recipientes maiores, ao tomar um desses tipos de café, no total o consumo de cafeína será maior.

Portanto, se você quiser uma dose rápida de cafeína para um tranco na mente, o espresso é a melhor opção. Já se precisar de mais energia durante um período maior, o ideal é preparar um café coado ou cold brew em um recipiente maior e ir aproveitando as pequenas e contínuas doses de cafeína.

Fontes:

https://www.cnet.com/how-to/coffee-vs-cold-brew-vs-espresso-which-has-the-most-caffeine/

https://www.medicalnewstoday.com/articles/324986.php

Deixe um comentário